Entenda os perigos do rebite para caminhoneiros

rebite caminhoneiro

Como em quase qualquer profissão, caminhoneiros são frequentemente cobrados por sua produtividade. Essa cobrança, infelizmente, muitas vezes faz com que os motoristas recorram a artifícios nada recomendáveis, como por exemplo, o rebite.

Isso acontece porque, muito embora diversos empregos exijam alta produtividade, trabalhar dirigindo um caminhão traz uma série de peculiaridades ao cotidiano.

Para um caminhoneiro, aumentar a produtividade significa percorrer maiores distâncias em menores períodos.

E fazer isso de maneira irresponsável pode trazer grandes riscos de vida por ultrapassar limites que deveriam ser respeitados acima de tudo.

Por conta disso, como forma de prevenção e esclarecimento, preparamos este texto para explicar os perigos do rebite.

Sendo assim, caso você comande uma frota de caminhoneiros ou trabalhe diretamente na linha de frente do frete, leia com atenção e repasse para os seus colegas de profissão.

O que é rebite?

O rebite é uma droga ilícita muito utilizada por caminhoneiros e motoristas nas estradas espalhadas pelo Brasil.

Um efeito muito conhecido da droga é o de deixar os usuários em estado de alerta. Isso permite que o caminhoneiro possa ficar acordado por muitas horas consecutivas sem dormir ao volante.

Portanto, ela acaba sendo utilizada frequentemente principalmente por pessoas que possuem a necessidade de dirigir durante a madrugada.

Essa droga pode parecer uma verdadeira solução milagrosa de problemas, mas ela pode acabar se tornando, na verdade, um grande pesadelo.

Quais os perigos do rebite para os caminhoneiros?

Assim como as mais perigosas drogas ilícitas, o rebite tem efeitos incontroláveis em nosso corpo e pode deixar sequelas para sempre.

Os efeitos dessa droga são sentidos imediatamente e também a longo e médio prazos. Assim, é importante ter consciência de todo o potencial destrutivo dessa substância.

Efeitos imediatos do rebite para caminhoneiros

Além da já citada sensação de alerta causada pelo rebite, outros efeitos também são perceptíveis para os usuários, muito embora eles variem de acordo com a situação.

Os efeitos mais comuns são: a visão desfocada (extremamente perigoso para motoristas), dor de cabeça e taquicardia (aumento repentino dos batimentos cardíacos).

Esses efeitos podem causar acidentes fatais de trânsito, colocando não só a vida do próprio caminhoneiro em risco, como também das outras pessoas da estrada.

Efeitos a médio e longo prazo

Alguns efeitos demoram mais tempo a serem percebidos, mas são igualmente prejudiciais à saúde e ao bem estar do caminhoneiro.

Os efeitos mais comuns são: a sensação de pânico, a depressão, a síndrome de perseguição e a impotência sexual.

Muitos não pensam no futuro ao usar uma droga como o rebite, mas deveriam. Pois o dia de amanhã pode ser extremamente afetado pelas ações de hoje.

Cuide da sua saúde e espalhe conscientização

A sua saúde (ou, em outro caso, a saúde dos seus funcionários) merece toda atenção possível.

Por isso, envie esse texto para os seus colegas de profissão e amigos que trabalham no ramo e ajude na conscientização dos perigos do rebite.

E se você se interessa por conteúdos voltados aos caminhoneiros, conheça os nossos conteúdos para veículos pesados e saiba porque o nosso blog é o blog do caminhoneiro clicando aqui.

0 Comentários