Como evitar problemas no motor do carro

motor do carro

Há muitas falhas possíveis que podem acontecer com veículos. Dentre elas, porém, as que mais assustam, geralmente são relacionadas a problemas no motor do carro.

Isso porque é comum que esses tipos de falhas no veículo sejam mais custosas e demandem mais tempo para serem consertadas.

Além disso, há sempre a preocupação de que o carro nunca mais seja o mesmo após os reparos. Receio este que pode ser justificado a depender de como e por quais profissionais é feito o conserto.

Assim, para evitar a tormenta e a dor de cabeça de ter problemas no motor do carro, o melhor a se fazer é cuidar do automóvel e evitar tudo isso.

E para ajudar a todos que querem se ver bem longe desse tipo de contratempo, preparamos uma série de cuidados a se ter com o carro para manter a saúde mecânica do veículo. Leia abaixo!

E por falar em durabilidade mecânica, confira essas dicas para aumentar a vida útil do seu motor.

1- Faça revisões regularmente no motor do carro

Fazer revisões pode parecer uma medida até mesmo irritante, de certa forma. Ter que parar toda a rotina e ficar sem o próprio carro durante um ou mais dias certamente é um grande estorvo para muitas pessoas.

As revisões, no entanto, tem papel muito importante na preservação do veículo – muito por conta disso, carros com as revisões em dia apresentam maior valor de mercado.

Quando realizadas respeitando a periodicidade ou a quilometragem corretas, esse processo garante que problemas sejam antecipados ou diagnosticados antes de causarem danos significativos ao carro.

Isso preserva não só o motor, como outros componentes de um automóvel, assegurando seu funcionamento e segurança.

2. Ao trocar peças do motor do carro, escolha marcas de boa procedência

A necessidade de trocar as peças de um veículo denota que algo não está certo nele. Por isso, se a sua ideia é manter a longevidade do carro, escolha sempre peças de boa procedência.

Peças de má qualidade podem não apenas se desgastar mais rápido e demandar novas trocas, como também prejudicar outros componentes próximos.

3- Abasteça sempre em locais de confiança

A qualidade do combustível que você usa para abastecer o seu carro pode ter consequências diretas com relação ao seu desempenho.

Dessa forma, tente sempre abastecer em postos de gasolina de confiança, visando ter a certeza do tipo de combustível que está sendo colocado no seu tanque.

4- Em caso de problemas no motor do carro, faça reparos apenas com os melhores profissionais

Se mesmo seguindo essas dicas você tiver o azar de ter problemas no motor do seu carro, saiba que a melhor medida a se tomar é fazer os reparos necessários com os profissionais mais confiáveis.

Quando o seu carro está com algum problema é o momento de maior fragilidade do veículo. Portanto, um reparo mal feito pode muito bem trazer graves consequências futuras.

Auto Peças em Sorocaba

No quesito profissionais de confiança, a Center Peças Fabbri é uma referência no mercado, contando com a melhor equipe para cuidar do seu carro com a maior atenção e eficiência possível.

Sendo assim, em caso de problemas no motor, entre em contato com a CP Fabbri e faça os reparos que o seu veículo pede!

Acendeu uma luz no painel?  Saiba o que fazer clicando aqui.

Conheça os perigos dos pneus carecas

pneus carecas

Os pneus carecas podem representar um grande perigo para as pessoas no trânsito. No entanto, muita gente ainda insiste em adiar constantemente as trocas de pneu.

Em muitos dos casos, o preço de novos pneus e a ignorância quanto à importância de pneus em bom estado acaba fazendo com que pessoas deixem de trocar esse artigo tão importante de um automóvel.

Em outras situações, diversas pessoas demoram a trocar de pneus por não perceberem o desgaste da borracha com a correria diária.

Seja por qual motivo for, ter um carro com pneus carecas é um perigo não só para si mesmo, como também aos passageiros e todas as pessoas que participam do trânsito com você.

Levando tudo isso em conta, é importante se informar sobre os perigos dos pneus carecas para ter mais atenção com este item do veículo.

O que são pneus carecas?

Todos já devem ter percebido que cada pneu conta com uma série de “caminhos” em si, espaços vazios que o impedem de ter uma aparência completamente plana.

Pneu careca é justamente o termo utilizado para definir quando um pneu perde essas marcas de profundidade, chamadas de sulcos.

A palavra “careca” é utilizada por conta da aparência lisa que o pneu toma a partir do momento em que está muito desgastado.

Para que servem os sulcos do pneu?

Os sulcos ficam posicionados na banda de rodagem dos pneus, podendo ter diferentes formatos dependendo das características de cada pneu.

De maneira geral, todavia, eles têm a função de fazer o escoamento da água das pistas, o que pode evitar problemas, principalmente durante dias chuvosos.

Evitar a perda de estabilidade

Pneus carecas fazem com que os carros tenham uma perda considerável de estabilidade, em especial nas curvas mais acentuadas.

Dessa forma, manter pneus novos garante maior segurança em rodovias que exigem uma velocidade mais alta na circulação de automóveis.

Evitar a aquaplanagem

Outra função importante dos sulcos é evitar o processo de aquaplanagem, quando um veículo em alta velocidade perde brevemente o contato com o asfalto, literalmente planando sobre poças de água.

Nessas situações, os sulcos funcionam para “cortar” e não permitem que o efeito da aquaplanagem aconteça.

Os perigos dos pneus carecas

A falta de estabilidade e o fenômeno da aquaplanagem são problemas causados pelos pneus carecas e que podem gerar acidentes para todos os tipos de veículos.

Consequentemente, ainda que usar pneus carecas seja passível de multas, naturalmente a maior preocupação deve ser com relação à segurança dos motoristas. Até porque responsabilidade e segurança nunca são demais.

Em caso de pneus carecas, entre em contato com a CP Fabbri

Depois deste texto explicativo sobre a importância dos pneus em bom estado, você certamente pensou em checar se seus pneus estão carecas.

Portanto, depois de conferir os pneus, aproveite para entrar em contato com a Center Peças Fabbri, referência há mais de 50 anos no mercado automobilístico no conserto e tratamento de veículos.

O que caracteriza um pneu careca?

Pneu careca é o termo utilizado para definir quando um pneu perde suas marcas de profundidade, chamadas de sulcos.

O que pode causar um pneu careca?

O uso excessivo ou por longos períodos pode deixar os pneus carecas. E as consequências podem ser, principalmente a diminuição do tempo de resposta da frenagem e a perda de estabilidade do veículo.

Perguntas frequentes sobre o óleo 15w40

óleo 15w40

Trocar o óleo do motor é uma ótima forma de preservar componentes mecânicos de um veículo. Essa troca pode ser benéfica em muitos aspectos e, ainda que muitas pessoas não sejam especialistas no processo, o uso do óleo 15w40 é extremamente comum.

Justamente por conta disso, não são poucas as dúvidas referentes a esse tipo de óleo e suas ações dentro de um automóvel.

Afinal de contas, antes de sair colocando qualquer coisa dentro do carro, as pessoas normalmente preferem entender o que é, quais as indicações e especificações técnicas e como isso funcionará na parte mecânica.

Preparamos uma lista de dúvidas frequentes sobre o óleo 15w40 para esclarecer tudo que possa transformar a troca de óleo em um momento de maior tranquilidade e transparência.

Confira:

1- O que significa óleo 15w40?

A letra “w” em meio aos números de especificação do óleo significa “winter”, termo inglês para a palavra inverno. Mas fique tranquilo, isso não quer dizer que é um óleo para ser usado apenas durante essa época do ano.

O caractere em questão é uma forma de indicar aos clientes a viscosidade do óleo em baixas temperaturas, quando o carro não está com o motor ligado e funcionando.

Assim, o primeiro número, no caso o 15, diz respeito a essas temperaturas mais frias, e o segundo número, no caso o 40, diz respeito à viscosidade em temperaturas maiores, aquelas atingidas com o carro em movimento.

2- Qual a diferença do óleo 15w40 para o óleo 10w40?

A partir da resposta anterior, já é possível antever uma explicação para essa pergunta. Esses números em conjunto com a letra “w”, como já dissemos, indicam as faixas de viscosidade do óleo.

E essas faixas são importantes porque cada automóvel possui uma necessidade diferente. No caso específico da comparação entre os óleos 15w40 e 10w40, o segundo é mais fluido em temperaturas frias que o primeiro, muito embora ambos funcionem da mesma forma em temperaturas mais elevadas.

3- Qual óleo escolher para o meu automóvel?

Cada automóvel possui uma necessidade diferente a depender da sua marca, país de origem, componentes do motor, etc.

Por isso, o ideal é sempre consultar o manual do veículo ou pedir auxílio a um mecânico de sua confiança para te ajudar no processo.

Usar óleos inadequados pode acabar prejudicando o veículo. Assim, leve a sério as orientações técnicas por mais que existam outras opções de óleo menos adequadas e mais baratas no mercado.

4- Eu posso misturar óleos de faixas de viscosidade diferentes?

Fazer esse tipo de mistura é extremamente não indicado para qualquer veículo. Adicionar, por exemplo, óleo 20w50 a um reservatório previamente preenchido com óleo 15w40, pode ocasionar em sérios problemas para o motor.

Problemas estes que podem aumentar o desgaste entre componentes e diminuir a vida útil das peças dessa área do automóvel.

Para mais dicas e informações, acesse o blog da Center Peças Fabbri

Se algum desses esclarecimentos, de alguma forma, te ajudou a sanar dúvidas ou incertezas sobre a troca de óleo, saiba que a CP Fabbri conta com um blog exclusivo de dicas.

Há mais de 50 anos no mercado automobilístico, reunimos ao longo do tempo uma série de experiências que nos ajudam a entender melhor o mundo dos automóveis. 

No nosso blog, reunimos informações importantes para os amantes de automóveis. Acesse e confira!

Qual o óleo mais grosso o 10w40 ou 15w40?

A nomenclatura do óleo indica sua viscosidade em estado mais frio e em estado mais aquecido. Dessa forma o óleo 15w40 é mais espesso que o 10w40 em estado natural e eles possuem a mesma espessura quando aquecidos.

Qual a kilometragem para a troca de óleo?

É importante checar o óleo sempre que o carro for levado à revisão. No entanto, também é imprescindível conferir o manual do veículo, ou consultar um especialista, pois cada veículo possui uma especificidade.

Qual tipo de óleo devo utilizar no meu carro?

Cada carro possui uma necessidade diferente, portanto, para saber qual tipo de óleo utilizar, é preciso consultar o manual de cada veículo.

A importância do espelho retrovisor para uma direção segura

espelho retrovisor

O espelho retrovisor é um item essencial para todos os automóveis. Não importa se são motos, caminhões ou carros populares, os espelhos contribuem diretamente para a segurança no trânsito.

No cotidiano das pessoas, porém, isso pode acabar passando despercebido por muitas vezes.

Além disso, os retrovisores externos encontram-se em locais extremamente expostos a choques e colisões e, por conta disso, acabam tendo maior propensão a quebrar.

Isso faz com que muitos brasileiros optem pela saída mais criativa e menos indicada: fazer remendos e consertos caseiros.

Visando evitar esse tipo de improviso, vamos explicar abaixo a importância do retrovisor para uma direção segura. Confira!

Quais são os tipos de espelho retrovisor existentes?

Os espelhos retrovisores são basicamente separados em dois tipos diferentes, com nomes autoexplicativos: os externos e os internos.

Os espelhos retrovisores externos são aqueles que ficam do lado de fora dos veículos, ao lado das janelas. Já os espelhos retrovisores internos posicionam-se no teto, entre o banco do motorista e do passageiro.

Para que serve cada tipo de espelho retrovisor?

Espelho Externo

Os espelhos externos têm a função de auxiliar motoristas principalmente no momento das trocas de faixas e ultrapassagem.

No entanto, também são extremamente úteis como referencial na hora de estacionar e fazer balizas.

Espelho Interno

Os espelhos internos, por outro lado, não contribuem na troca de faixas em rodovias, mas ajudam o motorista a ter uma visão dos veículos que estão atrás.

Outra valência dessa peça é o seu uso para visualizar tudo aquilo que está na parte de trás do veículo na hora de dar ré.

Por mais que ainda exista um grande costume de virar o pescoço e olhar para trás, é recomendável que se utilize o espelho retrovisor interno.

Como ajustar os espelhos de forma a ter maior segurança ao dirigir

Explicadas todas as funções dos espelhos retrovisores e, consequentemente, sua importância para uma direção segura, é hora de dar dicas mais práticas sobre o ajuste dessas peças.

Para os retrovisores externos, a ordem é ter a maior visão das pistas ao lado possível, evitando que o próprio carro cubra partes do espelho. 

Isso diminuirá os pontos cegos e contribuirá para uma maior segurança do motorista.

O espelho interno, por outro lado, deve ser ajustado para mostrar todo o vidro traseiro do carro, ou pelo menos a maior parte dele possível.

É sempre bom lembrar também que esse ajuste ideal varia de acordo com a altura e o posicionamento do banco de cada motorista.

Portanto, antes de dirigir um carro com o qual você não está acostumado, estabeleça os espelhos de acordo com a sua preferência.

Espelho retrovisor quebrou? Corre pra Center Peças Fabbri!

Chega de improviso e gambiarra! Os espelhos retrovisores são extremamente importantes para a sua segurança no trânsito.

Para um reparo bem feito, com as melhores peças, conheça a CP Fabbri. A melhor auto peças de Sorocaba, onde o seu veículo é muito bem cuidado. Conheça mais sobre a nossa história e não tenha mais dúvidas na hora de reparar o seu carro.

Entenda as principais diferenças entre o escapamento esportivo e o comum

escapamento esportivo

Em carros e motos, os escapamentos fazem parte do imaginário popular muito mais como item decorativo do que funcional dentro dos componentes mecânicos de um veículo.

No entanto, os escapamentos possuem funções técnicas muito importantes e que devem ser melhor observadas.

Um primeiro passo para esse olhar mais preciso, portanto, deve ser o entendimento das diferentes características dos diversos tipos de escapamentos.

Separando de uma forma mais simples, é possível manter o foco apenas entre os escapamentos esportivos e os convencionais.

Para que serve o escapamento?

O escapamento, tanto de carros como de motos, é um canal que serve para expulsar gases de combustão.

Além disso, esses gases são reunidos e resfriados em conjunto e o escapamento ainda conta com um funcionamento que permite a redução de ruídos.

Esse componente, quando em bom estado, contribui para a conservação do motor de um veículo, melhorando o seu desempenho e evitando gastos exagerados de combustível, que podem ser um grande problema a longo prazo para donos de veículo.

Em alguns casos, pode chamar atenção pelo seu design mais arrojado e extravagante.

Assim, dentre os tipos de escapamento, é comum que os modelos esportivos sejam mais atrativos aos olhos desavisados.

Mas, no final das contas, deixando de lado a parte estética, qual a diferença de um escapamento comum para um escapamento esportivo?

A principal diferença entre um escapamento esportivo e um convencional

A diferença técnica mais marcante de um escapamento esportivo para um convencional está no coletor de escape.

Os escapamentos esportivos, via de regra, contam com coletores maiores e mais sofisticados. Apenas isso já é o suficiente para que a capacidade de coleta de gases seja aumentada e, por consequência, haja um ganho de potência na roda.

Outros itens, como o abafador, por exemplo, têm a capacidade de aumentar a potência de um automóvel se estiver em pleno funcionamento.

Isso pode acabar se refletindo também no ronco do motor, que inevitavelmente adquire um tom mais encorpado em comparação com o som feito por escapamentos tradicionais.

Essa, inclusive, é a principal vantagem desse tipo de escapamento: tornar automóveis mais esportivos, ou pelo menos permitir que eles tenham características deste tipo mais marcantes.

Na Center Peças Fabbri você pode ter um escapamento esportivo!

Se as vantagens do escapamento esportivo te interessaram a ponto de você considerar adquirir um para o seu carro, não se preocupe.

Na Center Peças Fabbri você encontra tudo o que você precisa quando o assunto é automóvel. Entre em contato conosco e conheça as nossas condições!

Como fazer a escolha certa ao trocar de carro em 2020

trocar de carro em 2020

Ano novo, carro novo: esse é o plano de diversos brasileiros em todas as viradas. Mas trocar de carro é um processo que merece muita atenção.

Por isso, ao adquirir um novo veículo, é importante se atentar a alguns aspectos e tomar alguns cuidados para não se arrepender depois.

Afinal de contas, uma compra errada de automóvel pode gerar grandes prejuízos — e ainda ser de muito difícil reversão.

Para te ajudar nessa complexa tarefa, preparamos este texto com dicas exclusivas para trocar de carro em 2020 sem medo. Confira abaixo e prepare-se para andar de carro novo!

Entenda o mercado automobilístico antes de trocar de carro

Antes de fazer propostas ou finalizar qualquer compra, é preciso entender mais sobre o mercado automobilístico.

Dessa forma, pesquisar bem sobre categorias e modelos de carro é um bom primeiro passo. A partir disso, compreender bem a precificação dos diferentes modelos de veículos também faz grande diferença.

Apenas com uma boa noção de preços é possível negociar com maior sabedoria, entendendo todos os fatores que podem afetar no valor final da compra.

Decida seus objetivos com antecedência

Qual o tamanho de carro que você quer? Quais cores mais te interessam? Qual o valor máximo que você está disposto a pagar? Como você deseja que seja a motorização do seu carro?

Todas essas perguntas e muitas outras precisam ser respondidas antes do início da busca de um carro novo.

Procurar sem saber ao certo o que deseja é o primeiro passo para uma compra mal sucedida. Sendo assim, defina com antecedência os aspectos mais importantes de um carro para você e anote em local de fácil acesso.

Assim, é mais fácil de se ater àquilo que realmente importa e não deixar de lado nenhum tópico importante por um descuido qualquer.

Mantenha a paciência no momento da venda do seu veículo

É preciso ter em mente que vender um carro pelo valor certo é uma situação que demanda inteligência e, acima de tudo, paciência.

Comprar carros é fazer um investimento alto e de longo prazo. Com isso, as pessoas de modo geral tendem a demorar nas suas escolhas.

A venda do seu carro, portanto, pode demorar a acontecer. Mas não desanime e, principalmente, não derrube o preço drasticamente ou envolva o carro em trocas desvantajosas.

Tenha paciência para conseguir o melhor negócio.

Verifique as condições do veículo ao trocar de carro

Essa dica é especialmente pensada para os que estão procurando carros usados. Confira as condições do veículo com atenção antes de comprá-lo.

Se possível, remeta-o a uma série de revisões e vistorias para checar o histórico de colisões e a procedência do veículo.

Se, entretanto, você já efetuou a compra de um veículo com problemas e precisa de reparos, entre em contato conosco.

A Center Peças Fabbri é uma empresa do ramo automobilístico que está há mais de 50 anos no mercado. Atualmente, trabalhamos com as linhas leves e pesadas.

Entenda como saber quando trocar os discos de freio do carro

discos de freio

Os freios são parte indispensável na garantia da segurança de um carro. Para evitar acidentes, o sistema de frenagem de um carro deve estar sempre em ótimo estado.

Uma resposta lenta ou imediata dos freios pode ser a diferença entre uma colisão perigosa ou apenas um susto.

Levando isso em consideração, muitas pessoas preocupam-se com os seus discos de freio mas não sabem ao certo qual o momento exato de trocá-los.

Para ajudar essas pessoas desenvolvemos o texto abaixo. Leia abaixo e entenda como saber a hora de trocar os discos de freio do seu carro.

O que são os discos de freio?

Antes de mais nada, é necessário começar pelo primeiro ponto relevante. Todo mundo possivelmente já ouviu em algum momento que certo carro possui “freios à disco”.

Esse sistema é composto por discos, geralmente produzidos de cerâmica ou ferro fundido, que são acoplados às rodas do carro e acompanham seu movimento.

Os discos são envolvidos por duas pastilhas, que por sua vez, são elementos centrais no momento da frenagem. São elas que realizam o atrito para parar o veículo.

As pastilhas, de maneira resumida, transformam a energia cinética em calor para completar o processo de frenagem.

As pastilhas também podem ser trocadas?

As pastilhas não só podem ser trocadas, como têm um valor extremamente acessível. Evidentemente, nem todos os casos de problemas no sistema de freios podem ser resolvidos com a troca das pastilhas.

No entanto, devido à sua importância no processo de frenagem, a troca das pastilhas pode dar boas melhorias para os freios de um carro a preços praticáveis.

A vida útil das pastilhas de freio é estimada entre 25 mil e 35 mil quilômetros. Entretanto, é importar submeter o automóvel e, por consequência, seus freios, a revisões sistemáticas.

A depender do uso, às vezes é fundamental realizar a troca de pastilhas antes do tempo estimado.

Como saber quando trocar os discos de freio?

A troca das pastilhas é certamente mais simples do que a troca dos discos de freio. Além de ser, definitivamente mais barato.

Se o automóvel vibra ao serem acionados os freios, se os freios não respondem como antes e dificultam a parada do veículo, ou se o seu carro ultrapassou os 40 mil quilômetros, é importante ficar de olho.

Nesses casos é urgente que se faça uma revisão completa do sistema de frenagem para identificar possíveis problemas e repará-los o quanto antes.

Em algumas situações, é possível consertar os discos sem necessariamente efetuar a troca, já em outras, apenas a troca é indicada.

Se você identificou um desses sinais no seu carro, entre em contato com a Center Peças Fabbri e agende já uma vistoria no sistema de freios do seu carro.

A Center Peças Fabbri conta com grande tradição no trato com automóveis e atualmente trabalha com as linhas de leves e pesados.

Como preservar o amortecedor do seu automóvel

Amortecedor automóvel

Ninguém gosta de ter que trocar peças de carro por conta de problemas mecânicos. Mas essa dor de cabeça, muitas vezes, pode ser evitada com simples cuidados diários. Algumas falhas graves, como problemas no amortecedor, são decorrentes do uso de carros em terrenos para os quais eles não foram feitos, por exemplo.

Não é apenas isso que faz a diferença na preservação de um automóvel. Há uma série de outros fatores influentes nisso.

Por isso, reunimos os principais deles nesse texto para te ajudar a não ter mais problemas de amortecedor.

Para que serve essa peça específica?

Começando com a pergunta mais simples, porém necessária, possível.

Os amortecedores são absolutamente influentes na dirigibilidade de um veículo. Eles fazem com que os pneus mantenham o contato com o solo, além de comandarem o funcionamento das molas.

Em outras palavras, todo o conforto, segurança e até a estabilidade de automóveis são promovidos pelos amortecedores.

O que um bom amortecedor proporciona a um veículo?

Um amortecedor em pleno funcionamento pode proporcionar a um veículo, dentre outras coisas, uma maior preservação dos pneus.

Eles passam a estar sempre em contato com o solo, o que divide o desgaste e aumenta a durabilidade da borracha.

E falando sobre maior durabilidade, os componentes da suspensão também se beneficiam de um bom amortecedor. O desgaste diário das molas é reduzido drasticamente quando essa peça está em boas condições.

Outro benefício é a diminuição da distância de frenagem do veículo. Isso permite que o motorista confie muito mais nos seus freios durante uma viagem.

Em linhas gerais, o veículo ganha muito em dirigibilidade e conforto. Consequentemente, o motorista acaba tendo condições de dirigir de maneira mais relaxada.

Como cuidar do amortecedor para ele ter maior durabilidade

Pode parecer difícil cuidar de um componente que afeta tantas partes do carro ao mesmo tempo. Todavia, é mais simples do que parece.

Pequenas atitudes diárias podem te ajudar a preservar o seu amortecedor, fazendo ele durar por mais tempo.

A primeira coisa a se fazer é conhecer bem o seu veículo. Seja ele um carro de passeio  ou até mesmo um caminhão. Certamente o seu automóvel tem características importantes que devem ser respeitadas.

No caso de veículos pesados, de carga, deve-se respeitar a capacidade máxima de peso a todo momento — sobrepujar o peso máximo irá, aos poucos, estragar as condições do amortecedor.

Quanto aos carros menores, a dica é tomar cuidado com estradas de terra ou rodovias muito desniveladas. A maioria dos automóveis de passeio não está preparada para esse tipo de via e isso pode prejudicar o amortecedor.

Para passar por locais assim, recomenda-se diminuir a velocidade consideravelmente.

Por fim, evitar buracos no asfalto é uma observação que abrange todos os tipos de automóveis. Buracos são os principais inimigos de um amortecedor funcional.

Como trocar um amortecedor?

Se você está lendo esse texto depois de já ter diagnosticado um desgaste do seu amortecedor, então é possível que as dicas profiláticas não surtam mais efeito.

Mas não se preocupe. Entre em contato com a Center Peças Fabbri e faça um orçamento para a troca do seu amortecedor.

Após isso, siga as dicas corretamente e aproveite o aumento de durabilidade do seu amortecedor.

Alinhamento e balanceamento: veja porque carros precisam

alinhamento e balanceamento

O Brasil é um país muito conhecido por seu clima tropical e suas belezas naturais. Dessa forma, qualquer um que pegar um veículo e colocar o pé na estrada poderá ver todas essas maravilhas da natureza.

Entretanto, ao pegar as estradas brasileiras, um outro fator muito perceptível é a má qualidade das nossas estradas de maneira geral.

Buracos, imperfeições e desníveis são a tônica das rodovias tupiniquins e certamente já fazem parte da vida de incontáveis brasileiros.

Todos esses problemas, porém, além de demandarem muito mais cuidado ao volante, também podem prejudicar um veículo.

Ao passar constantemente por buracos e desníveis, tenha em mente que isso pode fazer com que seu carro precise passar por um processo de alinhamento e balanceamento.

Mas por que isso acontece exatamente? Vamos explicar mais à frente.

O que é alinhamento e balanceamento?

Começando pelo alinhamento: todo automóvel quando sai da fábrica possui especificações relacionadas ao paralelismo do eixo.

Ou seja, ao sair para as ruas, existe um ângulo ideal das rodas que deve ser seguido para que o veículo tenha um desempenho melhor e mais seguro.

Caso o carro não esteja alinhado com esse ângulo sugerido pelo fabricante, pode ser perigoso, tanto para o motorista, quanto para os passageiros.

O alinhamento, consequentemente, como o próprio nome indica, é o processo de recolocar as rodas no ângulo correto.

O balanceamento, por outro lado, tem um outro significado. No momento em que são montados os pneus, em alguns casos o conjunto do peso dos pneus e das rodas acaba sendo distribuído de maneira errada.

Em vista disso, uma roda com o peso erroneamente distribuído também pode ter consequências negativas para a dirigibilidade do veículo.

Para evitar isso, o balanceamento é o procedimento que garante a equilibrada distribuição do peso ao longo do diâmetro do conjunto pneu/roda. Evitando assim que as rodas vibrem quando estejam em movimento, principalmente em alta velocidade.

Quais as consequências de dirigir um carro que não está corretamente alinhado e balanceado

As consequências de um carro desalinhado e desbalanceado são rapidamente notadas na dirigibilidade do veículo.

O automóvel sofre uma perda, por vezes grave, de estabilidade nas estradas. São comuns trepidações e dificuldade de manter movimentos uniformes.

Um indicativo disso é quando os carros, caso não sejam segurados pelo motorista, não se mantêm em linha reta nem mesmo por poucos segundos.

O veículo também pode se tornar mais suscetível a acidentes. Isso ocorre porque, sem muita estabilidade, é mais provável que o motorista perca o controle do automóvel.

Sob essa ótica, o alinhamento e balanceamento são pontos centrais na segurança de um motorista e na conservação de seu carro.

Por isso, caso você note sinais de que o seu veículo está instável, entre em contato com a Center Peças Fabbri e agende já o serviço de alinhamento e balanceamento.

Veja porque carros automatizados possuem embreagem

carro automatizado embreagem

Praticamente todo mundo sabe a diferença entre um carro automático e um carro manual. É muito simples a diferença entre as funcionalidades dos dois tipos de veículos – e a embreagem tem um papel importante nisso.

Em carros manuais, é preciso passar as marchas enquanto dirige. Já em carros automáticos, as marchas são passadas automaticamente, sem necessidade de interferência do motorista.

Isso tudo está correto. No entanto, uma pergunta frequente levanta questões importantes acerca dos carros automáticos. Esse tipo de automóvel conta com embreagem?

É visível que o pedal da embreagem não está no veículo, mas a pergunta se refere a presença de tal sistema na parte interna do carro.

O que normalmente pareceria apenas uma curiosidade, porém, acaba se tornando uma discussão mais ampla: muitas pessoas não sabem, mas existe uma diferença entre carros automáticos e carros automatizados.

Os carros automáticos

Em carros automáticos, as trocas são intercedidas pelo conversor de torque, enquanto as combinações de engrenagens são realizadas por componentes hidráulicos internos. Assim, os automáticos não contam com embreagem interna.

Muito por conta do próprio conversor de torque, as trocas de marcha são mais fluidas e menos notadas pelos motoristas. Isso gera maior conforto na hora de dirigir.

Carros automáticos também tem outra grande vantagem. Dificilmente apresentam problemas. Por outro lado, entretanto, quando os problemas aparecem, geralmente são de mais difícil reparo.

Como se trata de um sistema extremamente sofisticado e de funcionamento complexo, adversidades são mais complicadas de serem resolvidas.

Outra desvantagem dos automáticos é que, em relação aos automatizados, eles consomem mais combustível. Uma consequência direta do sistema mais moderno de troca de marchas.

Diante de todas as vantagens apresentadas, esses modelos são mais caros.

A embreagem nos carros automatizados

Os carros automatizados tem um funcionamento levemente diferente. Eles funcionam como se alguém estivesse passando as marchas para o motorista.

Basicamente, contam com um sistema de trocas como um carro manual. Mas há uma tecnologia que realiza as mudanças de câmbio. Esses modelos, portanto, contam com embreagem internamente.

Considerando esse funcionamento, o motorista pode perceber com mais facilidade o momento exato das trocas. Elas são menos discretas e ocasionam trancos no carro.

Esses veículos consomem menos combustível que os automáticos, em média. Justamente por contarem com sistemas menos complexos.

Por conseguinte, naturalmente os problemas mecânicos são mais comuns de acontecerem e também mais fáceis de serem resolvidos. A troca da própria embreagem em veículos desses modelos é algo habitual.

Dessa forma, se o momento de trocar a embreagem do seu carro automatizado chegar, escolha bem o local no qual você quer efetuar a troca.

Na Center Peças Fabbri você tem a garantia de lidar com uma empresa de mais de 50 anos de existência. Entre em contato e conheça as condições para troca de embreagem.

Tem outras dúvidas sobre embreagem? Confira os mitos e verdades sobre esse importante componente dos carros.