Conheça as dificuldades da mulher caminhoneira

mulher caminhoneira

Muito se engana quem acredita que dirigir um caminhão é uma profissão exclusivamente masculina. A figura da mulher caminhoneira não só existe, como também ganha força a cada dia.

Entretanto, infelizmente, ser mulher e trabalhar com o pé na estrada traz uma série de dificuldades que podem atrapalhar a rotina das trabalhadoras.

Neste texto, você irá conferir um pouco mais sobre os problemas da mulher caminhoneira e como você pode contribuir para reduzir essas dificuldades.

Portanto confira o conteúdo abaixo e, caso você trabalhe em um meio que lida com mulheres motoristas, não deixe de repassar este texto para seus colegas mais próximos!

Os preconceitos que atingem a mulher caminhoneira

O maior problema das mulheres caminhoneiras é a série de preconceitos que elas sofrem diariamente ao exercerem sua profissão.

Mesmo sem motivo aparente, algumas ideias erradas seguem passando de geração para geração. Algo que, muitas vezes, impede muitas pessoas de um maior sucesso profissional.

Sendo assim, listamos os dois principais preconceitos sofridos pelas mulheres e suas principais consequências.

“Mulheres não sabem dirigir”

O primeiro, e talvez mais grave, preconceito, é a ideia de que mulheres não sabem dirigir. Isso porque, em uma profissão tão baseada em pilotar, essa acusação é muito grave.

Mulheres de maneira geral são tachadas de incompetentes apenas por seu sexo e por culpa de uma cultura equivocada.

Essa negativa fama acaba atrapalhando diversas mulheres na busca por serviços de frete.

No entanto, essa crença não possui nenhum embasamento. Na realidade, por outro lado, estatisticamente são os homens que sofrem mais acidentes.

Dessa forma, há evidências de que homens são os motoristas mais agressivos e, portanto, mais propensos a acidentes.

Isso significa que, tecnicamente, é muito mais perigoso que um homem cause problemas no trânsito do que uma mulher. Muito embora a percepção pessoal geral da sociedade indique o contrário.

“Mulheres não entendem de mecânica”

Outra crença comum, que muito provavelmente parte do preconceito de que mulheres não sabem dirigir, é a ideia de que mulheres não entendem sobre mecânica.

Todavia, o conhecimento sobre componentes mecânicos em nada tem relação com o sexo do profissional em questão.

Esse preconceito, porém, infelizmente faz com que muitas mulheres não sejam bem tratadas em oficinas e lojas especializadas.

A Center Peças Fabbri é a loja ideal para a mulher caminhoneira

Na Center Peças Fabbri em nada importa o seu sexo ou a sua profissão. O atendimento é sempre igualitário, tanto no pré, como no pós-venda.

Portanto, se você é uma mulher caminhoneira precisando de peças ou reparos no seu caminhão, entre em contato conosco e venha conhecer uma de nossas unidades.

0 Comentários